O Que É Uma Gravidez Ectópica?

Para desenvolver a gravidez de uma forma normal e segura para o corpo da mãe, o óvulo fertilizado (embrião) deve entrar na cavidade uterina através das trompas de falópio e até encontrar o endométrio.

Em caso de uma gravidez ectópica o embrião não entra na cavidade uterina, esse por sua vez começa a crescer e desenvolver-se em outro lugar. Na maioria das vezes, a gravidez ectópica se desenvolve nas trompas de falópio, nos ovários , no colo do útero ou até mesmo no intestino.

Com o desenvolvimento do embrião, o órgão ao qual foi anexado é destruído; Podendocausar hemorragia interna grave, com risco de perda da vida para uma mulher gestante.

O desenvolvimento normal de uma gravidez só é possível dentro da cavidade uterina. No caso de gravidez ectópica, o embrião se fixa fora da cavidade uterina, por exemplo, em uma trompa de Falópio.

Gravidez ectópica é um estado muito perigoso e é uma das principais causas de morte de mulheres grávidas nos primeiros 3 meses de gravidez .

Antes de surgirem técnicas modernas de anestesia e operações, bem como antes da descoberta dos antibióticos e a transfusão de sangue, apenas 1 em 6 mulheres com gravidez ectópica sobreviviam.

Em épocas passadas cerca de 2 % das gestações eram de forma Ectópica, agora, desde o acompanhamento médico desde os primeiros sintomas de gravidez, raramente ocorre a morte da gestante, pois se detectado a tempo a gravidez pode ser interrompida.

Causas Da Gravidez Ectópica

A causas da gravidez Ectópica podem estar relacionadas a uma variedade de doenças ou condições que interferem no movimento normal do óvulo fertilizado nas trompas de falópio para dentro da cavidade uterina.

As causas mais comuns são doenças sexualmente transmissiveis como (Clamídia, Gonorréia, Tricomoníase). Estas infecções causam inflamação das trompas de falópio, estreitamento e deformação das Trompas, o que finalmente pode causar “paralisação” do embrião na trompa de Falópio. Estando paralisado, o embrião começa a crescer e muito em breve destrói a trompa de Falópio.

No caso da Clamídia, ou Tricomoníase (raramente no caso da Gonorréia), a gravidez Ectópica pode ser a primeira manifestação da infecção, porque muitas vezes essas doenças não apresentam sintomas.

Para algumas mulheres, a causa de uma gravidez Ectópica pode ser Procedimentos Cirurgicos anteriores realizados nas trompas de falópio ou outros órgãos internos, bem como  Ligadura das Trompas com a finalidade de esterilização ou tratamento da infertilidade com medicamentos (clomifeno, preparações de gonadotropina).

De acordo com dados de pesquisas sobre Riscos de gravidez ectópica:

  • Aumentam em 1,5 à 2 vezes para mulheres que usam dispositivos intrauterino;
  • Aumentam em  3 à 4 vezes entre mulheres entre 35 à 45 anos;
  • Aumentam em 3,5 vezes entre mulheres que fumam.

Muitas vezes, por razões desconhecidas, ocorre uma gravidez ectópica em mulheres completamente saudáveis ​​que não têm fatores de risco e nenhuma doença descrita acima.

O risco de ocorrer novamente da gravidez ectópica entre as mulheres que no passado tiveram uma gravidez ectópica é de cerca de 25%.

Sintomas E Sinais De Gravidez Ectópica

Os sintomas e sinais dependem da sua duração. Durante um período de 1 a 2 semanas , a gravidez ectópica não pode ser visualizada.

Lá pela terceira ou quarta semana  podem começar a surgir os sinais e sintomas de uma gravidez normal, que são:

  • Aumento da temperatura corporal basal;
  • É observado atraso da menstruação;
  • Ocorre Náusea e vômitos ;
  • Dores e sensibilidade nas mamas.

Uma descrição detalhada e explicação de todos os possíveis sinais de gravidez são apresentados no artigo SINTOMAS MAIS OBSERVADOS DE GRAVIDEZ.

Se além dos sintomas normais de gravidez, ocorrem sintomas como:

  • Dor aguda ou desconfortavel, dores no abdômen inferior (talvez à direita ou à esquerda);
  • Sangravamento através da vagina, não como menstruação;
  • Dor durante a relação sexual;

Então pode ser observada essa má formação da gravidez.

Durante o período de 4 a 20 semanas de gravidez esse tipo de gestação pode romper a Trompa de Falópio (ou outro órgão no qual o embrião está se desenvolvendo) e hemorragia severa ocorre. Os primeiros sintomas destas complicações podem ser:

  • Uma dor forte e penetrante no abdômen;
  • Fraqueza repentina, perda de consciência, palidez, pulso rápido;
  • Sangramento pela vagina.

Consequências E Complicações De Uma Gravidez Ectópica

A complicação mais perigosa da gravidez ectópica é uma forte hemorragia interna, causada pela ruptura, que pode ser letal para mulher grávida dentro de minutos ou poucas horas.

Outras possíveis consequências são uma repetição da gravidez ectópica após algum tempo em uma nova gravidez, ou o desenvolvimento de infertilidade por causa da destruição das trompas de falópio.

Devido ao fato de que em alguns casos a gravidez ectópica se desenvolve nos órgãos com grande fornecimento de sangue como (ovários, local de transição das trompas de Falópio para o útero ) a cirurgia de remoção da gravidez ectópica pode terminar como remoção de uma trompa de Falópio, remoção Do útero com ambas as trompas de Falópio ou com a remoção de um dos ovários.

Essa má formação gestacional reduz as chances de uma mulher vir a ficar grávida novamente no futuro, no entanto, se durante a cirurgia os médicos forem capazes de salvar o útero e os ovários, a capacidade de conceber uma criança permanece.

Exames e verificações feitas pelo médico

Para detectar uma gravidez ectópica, realizam-se as seguintes análises e Exames:

Ecografia Pélvica (De Útero E Apêndices Uterinos)

O ultra-som ajuda a identificar uma gravidez ectópica no final do primeiro mês de gestação. Transvaginal (através da vagina) ultra-som pode detectar gravidez ectópica aproximadamente em 4 semanas , e transabdominal (através do abdômen) ultra-som em 5 semanas.

Exame para Identificar O Nível De Gonadotrofina Coriônica Humana (HCG) No Sangue

Esta análise ajuda a revelar o fato da gravidez e suspeitar da gravidez ectópica se a concentração de HCG no sangue de mulheres grávidas aumenta mais lentamente do que em uma gestação normal.

Teste De Gravidez Em Casa

Nos teste de gravidez comprados em farmácias somente se pode observar gravidez pra positivo ou negativo, sendo assim, esse teste não identifica se a gravidez é ectópica ou não.
Importante!
Em todos os casos, quando um teste de gravidez em casa mostra um resultado positivo é necessário visitar um médico o mais rapidamente possível para uma ultra-sonografia pélvica, o que permitirá identificar em tempo uma gravidez ectópica (Leia TESTE DE GRAVIDEZ DE FARMÁCIA, COMO FAZER )

Laparoscopia

A Laparoscopia é realizada sob anestesia geral e envolve a investigação dos órgãos pélvicos (em particular: útero, trompas de falópio e ovários) usando uma câmera de vídeo especial inserida no abdômen através de um pequeno buraco que cicatriza rapidamente após a cirurgia.

A Laparoscopia permite distinguir uma gravidez ectópica de cistos ovarianos ou endometriose, que pode ser observada em sintomas muito semelhantes. Se durante a Laparoscopia o diagnóstico de gravidez ectópica é confirmado, os médicos irão remover o embrião e conter a hemorragia da região.

O Tratamento Da Gravidez Ectópica

No caso de uma gravidez ectópica não é possível salvar a vida da criança, de modo que o único propósito do tratamento é salvar a vida de uma mulher grávida.

Tratamento Sem Cirurgia

O tratamento de uma gravidez ectópica sem cirurgia raramente é realizado, e apenas nos casos em que o tamanho do embrião não exceda 3,5 cm e a mulher possa ser mantida sob os cuidados de um médico, então neste caso a cirurgia ainda não é indicada.

O tratamento é realizado com o medicamento Metotrexato, que interrompe o desenvolvimento do feto para que posteriormente o organismo regeite este.

O medicamento Metotrexato pode causar alguns efeitos colaterais como: náuseas, vômitos, diarreia , dor na parte superior do abdómen. Em casos raros, há perda de cabelo temporária e o aparecimento de complicações no Coração Pulmão e Medula Óssea.

Importante!

O tratamento com metotrexato está contra indicado no caso de:

  • Mulheres que amamentam;
  • Mulheres com imunidade reduzida (por exemplo, pacientes diabéticos);
  • Mulheres que sofrem de doença hepática, doenças no rim, estômago ou sangue.

Durante o tratamento com metotrexato é proibido:

  • Consumir bebidas alcoólicas ;
  • Tomar multivitaminas ou ácido fólico ou drogas anti-inflamatórias como ibuprofeno ou aspirina;
  • Ter relações sexuais.

Em alguns casos, o tratamento com metotrexato não apresenta o resultado desejado e uma gravidez ectópica que continua a desenvolver-se. Após alguns dias depois de ter tomado metotrexato é necessário retornar ao médico para avaliar a eficácia do tratamento com a medicação.

A cirurgia para o tratamento

Um tratamento cirúrgico (uma operação) é o método mais confiável de tratamento. Atualmente, as operações Laparoscópicas são freqüentemente usadas, durante as quais o embrião é removido através de pequenas aberturas no abdômen do paciente.

Uma operação com o corte no abdômen (Laparotomia) é realizada nos casos em que a gravidez ectópica é complicada por sangramento grave ou está fora do alcance da Laparoscopia (por exemplo, colo do útero, ou intestino).

Nos casos em que as mulheres não querem ter filhos ou mulheres com gravidez ectópica repetida na mesma trompa de Falópio, os médicos podem recomendar a remoção completa das trompas de falópio para evitar a recorrência de uma nova gravidez ectópica no futuro.

A recuperação pós cirurgica geralmente é rapida (especialmente no caso da cirurgia Laparoscópica). As feridas após a operação cicatrizam completamente por 2 ou 3 semanas.

Durante 2 ou 3 meses após a cirurgia, é necessário evitar esforço físico.

Após a operação, o médico pode lhe pedir testes de exames para HCG (Para monitoração dos níveis de HCG). Isso é necessário para se certificar de que após a cirurgia não há fragmentos de membranas em seu corpo que continuam a crescer e, eventualmente, se transformar em um tumor.





Leia também...