Antibiótico para Amigdalite, Nomes, Tratamento

Na vida sempre estamos sujeitos a enfrentar complicações de saúde de origem infecciosa, pois vivemos rodeados de vírus e bactérias que esperam o momento certo para agirem e causarem seus danos, basta que o sistema de defesa do organismo fique debilitado e os transtornos começam a acontecer.

Entre as muitas complicações infecciosas a que estamos sujeitos podemos citar a Amigdalite uma inflamação bastante comum nas crianças e é sobre essa doença que vamos tecer alguns comentários.

O que é Amigdalite

Dá-se o nome de Amigdalite uma inflamação que acontece nas Amígdalas que são duas estruturas arredondadas bem carnudas que se situam nas extremidades entre o céu da boca e a língua.

Devemos entender que a função das Amígdalas é proteger a garganta contra a invasão de micro-organismos.

Causas

As causas da Amigdalite podem ser de origem viral, bacteriana ou por causas desconhecidas.

Amigdalite Viral – nesse caso são vários os vírus que podem causar a inflamação, vamos a eles:

  • Adenovírus – esse é o vírus que mais causa resfriados.
  • Rhinovírus – principal responsável pelas infecções virais no ser humano,
  • Influenza – esse é o vírus causador da gripe,
  • Coronavírus – causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave,
  • Vírus Sincicial Respiratório – um dos causadores de infecções no aparelho respiratório,
  • Citomegalovírus – causador da Herpes Labial ou Genital,

Amigdalite Bacteriana – causada pelas seguintes bactérias:

  • Streptococcus Pyogenes – principal causadora da Amigdalite Bacteriana,
  • Staphylococcus Auerus,
  • Chlamydia Pneumoniae,
  • Fusobacterrium SP,
  • Mycoplasma Pneumoniae,
  • Neisseria Gonorrhoeae.

Sintomas Apresentados

Entre os sintomas mais percebidos na inflamação das Amígdalas podemos citar:

  • Febre que pode ser baixa ou alta,
  • Dor de cabeça,
  • Dor de garganta,
  • Diminuição do apetite,
  • Mal estar generalizado,
  • Náusea,
  • Vômitos,
  • Halitose,
  • Dificuldades para engolir até mesmo os líquidos,
  • Vermelhidão na garganta com a presença ou não de pus.

Eritromicina 500 mg

Eritromicina 500 mg é um antibiótico para Amigdalite bastante conhecido no mercado, um medicamento indicado para crianças e adultos para tratamentos infecciosos do trato respiratório superior com leve ou moderada gravidade causadas por alguns tipos de bactérias.

Substância ativa desse medicamento – cada comprimido revestido contém 500 mg de Eritromicina.

Como usar esse medicamento – a forma de tratamento tanto para crianças como para adultos deve ser orientada diretamente por um médico especialista que antes precisará avaliar o quadro clínico de cada paciente para se assegurar de um tratamento realmente eficaz e com menos riscos.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos que esse medicamento pode apresentar são:

  • Cólicas abdominais,
  • Mal estar,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Diarreia,
  • Urticária no corpo,
  • Erupções cutâneas,
  • Possíveis infestações por bactérias ou fungos resistentes ao medicamento – nesse caso, o tratamento deve ser suspenso para se buscar outra solução.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pessoas com sensibilidade à fórmula do medicamento,
  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando devem buscar orientação de um médico responsável para saber se podem ou não fazer uso desse medicamento.

Nomes comerciais para esse medicamento

  • Eribiotic,
  • Ilobron,
  • Pantomicina,
  • Plenomicina,
  • Estolato de Eritromicina,
  • Eritrex,
  • Eritrin,
  • Eritrofar,
  • entre outros nomes.

Valor desse medicamento – a embalagem com 20 cápsulas de Eritromicina 500 mg tem um valor aproximado de R$ 33,00 reais.

Azitromicina 500 mg

Outro antibiótico para Amigdalite, a Azitromicina 500 mg é no tratamento de infecções causadas por bactérias nos brônquios, pulmões, laringe, amígdalas, entre outros órgãos.

O medicamento age como inibidor na produção das proteínas que são importantes para a sobrevivência das bactérias e com isso, impede que elas se desenvolvam causando-lhes a morte.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido revestido contém 500 mg de Azitromicina.

Como usar o medicamento – geralmente se recomenda 2 comprimidos de 500 mg em dose única ou então 500 mg por dia durante 3 dias de tratamento. Mas para maiores garantias no tratamento, deve-se buscar aconselhamento médico que antes fará uma avaliação do quadro clínico do paciente.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos desse medicamento são bem diversos, observe:

  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Diarreia,
  • Fezes amolecidas,
  • Alterações hepáticas com riscos de Icterícia,
  • Perda de audição,
  • Alterações na composição do sangue com redução das células de defesa do corpo,
  • Alterações no batimento cardíaco,
  • Tonturas,
  • Baixa na pressão arterial,
  • entre outros efeitos indesejáveis.

Contra-indicações – a Azitromicina 500 mg é contra-indicada nas seguintes situações:

  • Para mulheres grávidas,
  • Para mulheres que estejam amamentando,
  • Para pessoas sensíveis à fórmula do medicamento.

A Azitromicina não deve ser usada em mulheres grávidas ou que estejam a amamentar ou pessoas com alergia a qualquer componente da fórmula.

Nomes comerciais desse medicamento 

  • Azitromicina,
  • Azi,
  • Azimed,
  • Azimix,
  • Azitron,
  • Astro,
  • Azitromed,
  • Azitrolab,

Valor desse medicamento – a embalagem com 5 comprimidos revestidos de Azitromicina 500 mg tem um valor aproximado de R$ 41,00 reais.

Cefalexina 500 mg

Ainda mais um antibiótico para Amigdalite, a Cefalexina 500 mg é indicada para combater infecções causadas por bactérias sensíveis a esse medicamento.

Doenças como sinusite, amigdalite, otite entre outras são facilmente combatidas quando o medicamento é usado corretamente.

Substância ativa desse medicamento – cada comprimido revestido contém 500 mg de Cefalexina Anidra.

Como usar esse medicamento – as doses diárias para adultos variam de 1 a 4 gramas diária sendo que usualmente a dose é dividida em 4 vezes de 250 mg ao dia. Mas isso vai depender do quadro clínico do paciente, por isso, somente o médico responsável é que deve determinar o tratamento.

Para crianças acima de 15 anos de idade recomenda-se um comprimido de 500 mg a cada 12 horas.

Efeitos adversos desse medicamento – a Cefalexina 500 mg pode apresentar uma variedade de efeitos adversos, alguns inclusive mais preocupantes. Por conta disso, recomenda-se cautela no tratamento.

Valor desse medicamento – a embalagem com 10 comprimidos revestidos de Cefalexina 500 mg tem um valor aproximado de R$ 21,00 reais.

Leia também